Início Mundo Jornal francês diz que “Bolsonaro causa caos na saúde e semeia a...

Jornal francês diz que “Bolsonaro causa caos na saúde e semeia a morte”

O tradicional "Le Monde" traz duras críticas ao presidente e por seus atos durante a pandemia do coronavírus.

0

A maneira que algumas autoridades políticas brasileiras têm encarado a pandemia do coronavírus não repercutiu bem na imprensa internacional, na medida que são somados milhares de casos e centenas de mortes por Covid-19 diariamente. Um exemplo disso é editorial lançado nesta segunda-feira (18), na versão online do “Le Monde”. O tradicional jornal francês classifica o presidente Jair Bolsonaro como causador de caos e semeador da morte.

Um artigo editorial é um texto que retrata a opinião de determinado veículo à determinada situação. Na opinião do “Le Monde”, “há algo de podre no reino do Brasil”:

“Não há dúvida de que há algo podre no reino do Brasil, onde o presidente Jair Bolsonaro, pode afirmar sem se preocupar que o coronavírus é uma ‘gripezinha’ ou uma ‘histeria’ nascida da ‘imaginação’ da imprensa.” – Diz parte do texto.

Ao falar de “podre”, o jornal se refere ao apoio de Bolsonaro a manifestações que pediam medidas antidemocráticas e da aglomeração que o presidente gerou em torno de si durante visitas ao comércio de Brasília; à exoneração de Nelson Teich do Ministério da Saúde, menos de um mês antes de ter assumido o cargo de Ministro da Saúde; e do termo “comunavírus”, usado por Ernesto Araújo, ministro das Relações Exteriores, para se referir ao coronavírus.

O Le Monde usa o texto para dissertar sobre a polarização da população brasileira, a falta de credibilidade das informações que circulam nas redes sociais e descrença na real gravidade da pandemia:

“O Brasil de Bolsonaro habita um mundo paralelo, um teatro do absurdo onde fatos e realidade não existem mais. Nesse universo sob tensão, nutrido por calúnias, incoerências e provocações mortíferas, a opinião é polarizada em uma nuvem espessa de ideias simples, mas falsas.” – Afirma o jornal.

A edição física do jornal vai às bancas francesas nesta terça-feira (19) e o editorial deve ser estar na capa do periódico. A capa, inclusive, traz uma charge criticando o desmatamento no Brasil, que cresceu durante a pandemia do coronavírus. A ilustração mostra pessoas com máscaras correndo em uma floresta com a descrição “Na França, as florestas são acessíveis”. Em um segundo momento, mostra um índio andando entre árvores cortadas e a frase : “no Brasil também”. Confira:

Foto: Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui