Início Mundo Em Nova York, idoso é empurrado por policiais, bate a cabeça e...

Em Nova York, idoso é empurrado por policiais, bate a cabeça e está internado em estado grave

Caso aconteceu na cidade de Buffalo, em manifestação pela igualdade de raças e contra o abuso da força policial nos EUA.

0

Na tarde da última quinta-feira (4), durante uma manifestação na cidade de Buffalo, no estado de Nova York, nos Estados Unidos, um idoso foi alvo da truculência policial americana. Quando a polícia tentou dispersar a multidão devido ao toque de recolher, o homem se aproximou de um dos policiais, foi empurrado e caiu, batendo com força a cabeça no chão e permanecendo desacordado no local. Com 75 anos de idade, o idoso, que não teve sua identidade revelada, está internado e em estado grave.

A cena foi gravada, viralizada e rapidamente ganhou repercussão mundial. No vídeo ainda era possível ver que um dos policiais tentou prestar socorro ao idoso, enquanto um outro o puxou e eles continuaram suas marchas. Devido a proporção que o caso tomou, os dois homens foram afastados da polícia de Buffalo.

O prefeito de Buffalo, Byron W. Brown, disse que ficou “profundamente perturbado” pelo vídeo e escreveu uma mensagem em uma de suas redes sociais. Confira:

“Hoje à noite, depois de uma briga física entre dois grupos separados de manifestantes que participavam de uma manifestação ilegal além do toque de recolher, dois policiais de Buffalo derrubaram um homem de 75 anos… Depois de dias de protestos pacíficos e várias reuniões entre mim, a polícia liderança e membros da comunidade, o evento desta noite é desanimador. Espero continuar a desenvolver o progresso que alcançamos ao trabalharmos juntos para combater a injustiça e a desigualdade raciais na cidade de Buffalo” – publicou Brown.

Andrew Cuomo, governador do estado de Nova York, reprovou a atitude dos policiais:

“Eu e o prefeito Brown concordamos que os policiais envolvidos devem ser imediatamente suspensos enquanto se aguarda uma investigação formal. Os policiais dever aplicar a lei, não abusar.” – concluiu o político.

Confira o vídeo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui