Início Cultura No aniversário de 138 anos, Monteiro Lobato é lembrado por racismo no...

No aniversário de 138 anos, Monteiro Lobato é lembrado por racismo no Twitter

Escritor divide opiniões de leitores em rede social.

0

No dia 18 de abril é comemorado no Brasil o Dia da Literatura Infantil. A data é uma homenagem póstuma ao escritor paulista Monteiro Lobato, que nasceu no mesmo dia do mesmo mês no ano de 1882, em Taubaté-SP. O autor é famoso por contos como o “Sítio do Pica Pau Amarelo” e personagens como o Jeca Tatu.

O nome de Monteiro Lobato esteve presente nos principais assuntos do Twitter ao longo de todo este sábado (18). Entre muitas publicações que homenageiam o escritor, há críticas ao racismo assumido pelo próprio. Lobato era crítico ferrenho da miscigenação de raças e um idealista de uma supremacia ariana. Essa faceta foi explicita em algumas de suas obras e até mesmo em registro de cartas do autor, em especial em uma com o também escritor Arthur Neiva, onde Lobato reverenciava o movimento segregacionista norte-americano Ku-Klux-Klan.

Em 1926, Monteiro Lobato publicou o livro “O Choque das Raças”, que mais tarde foi renomeado de “O Presidente Negro”. No romance, que passava-se no longínquo ano de 2228, os Estados Unidos da América elegeram um presidente da república negro e a elite branca criaria um plano para esterilizar os negros e, assim, alcançar a “Supremacia Ariana”. Ao encerrar da distopia, de maneira clandestina, essa mesma elite branca chega ao seu objetivo final.

Monteiro publicou “O Presidente Negro” com a intenção de ganhar o mercado literário norte-americano, mas, ao contrário do sucesso alcançado por seus personagens brancos, o livro foi um fracasso. O que ficou de legado foi a maneira pejorativa que o brasileiro usava para descrever pessoas negras e mestiças.

Apesar do insucesso internacional, e de todos os seus artigos em jornais e outras obras criticando a miscigenação de raças, Monteiro Lobato é eternizado na literatura brasileira por suas obras infantis. Seus livros são utilizados em várias escolas país a fora, sendo a primeira leitura de muitos pequenos brasileiros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui